RMMG - Revista Médica de Minas Gerais

Volume: 14. 4

 

Editorial

1 - Desnutriçao versus obesidade: o paradoxo nutricional

Joel Alves Lamounier; Enio Cardillo Vieira; Ennio Leao

Rev Med Minas Gerais; 14.4:215, Out/Dez, 2004

Artigos Originais

2 - Avaliaçao antropométrica longitudinal de lactentes expostos verticalmente ao HIV

Longitudinal growth assessment of HIV exposed infants

Claudete Aparecida Araújo; Mário Silveira Almeida Barbosa; Catarina Maria Oliveira; Rafael Mattos Pereira; Mariana Affonso Vasconcelos; Laura Jácome Melo; Jorge Andrade Pinto

Rev Med Minas Gerais; 14.4:216-221, Out/Dez, 2004

OBJETIVO: O objetivo deste trabalho é avaliação antropométrica longitudinal no primeiro ano de vida de lactentes expostos verticalmente ao HIV. Curvas de crescimento são comparadas para avaliar se o comprometimento pôndero-estatural é evento precoce em crianças HIV-infectadas.
MÉTODOS: Lactentes HIV-expostos, nascidos a termo, admitidos até três meses de idade no Ambulatório de Aids Pediátrica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais, foram incluídos no estudo de janeiro/98 a junho/2000. O acompanhamento desses lactentes foi realizado com medidas seriadas de peso e altura, obtidas mensalmente nos primeiros seis meses de vida e, trimestralmente, no segundo semestre. Foram comparados entre infectados e sororrevertores índices de escore Z para peso-idade, altura-idade e peso-altura, tendo como referência curvas de crescimento da Organização Mundial de Saúde (OMS).
RESULTADOS: Dos 119 lactentes expostos verticalmente ao HIV admitidos no estudo, 12 eram infectados e 107 sororrevertores (taxa de transmissão: 10,1%, IC95%: 5,3 - 17). A média de consultas/paciente dos lactentes HIV-infectados e sororrevertores foi de 7,1 e 7,8 respectivamente. Ao nascimento não foi observada diferença no peso e na altura entre crianças HIV-infectadas e sororrevertoras. Nos índices peso-idade e altura-idade, ocorreu diferença a partir de três meses de idade entre os infectados, comparados aos sororrevertores. A média de escores Z de peso-altura foi semelhante entre os dois grupos durante o período do estudo.
CONCLUSÃO: Lactentes HIV-infectados apresentam déficit pôndero-estatural precoce, sendo a alteração do crescimento um indicador clínico sensível da infecção pelo vírus.

Palavras-chave Infecções por HIV; Antropometria; Lactente; Estado nutricional

This study aimed to assess the growth of HIV-exposed infants during the first 12 months of life and to determine whether growth impairment was an early indicator of HIV infection in Brazilian children.
METHODS: HIV-exposed term infants admitted at the Pediatric AIDS Referral Center of Universidade Federal de Minas Gerais with less than three months of age were included, between January/98 to June/00 and followed with monthly weight and height evaluations, until 6 months of age, and every 3 months thereafter. Weight-for-age (WA), height-for-age (HA) and weight-for-height (WH) Z scores were calculated using World Health Organization growth reference data, for infected and seroreverter infants.
RESULTS: 119 infants were enrolled, 12 infected and 107 seroreverters (transmission: 10.7%; CI 5% = 5.3-17). The mean number of clinical visits was 7.1 and 7.8 for infected and serorreverters, respectively. Infants from the two groups had similar length and weight at birth. Compared to seroreverters, infected infants presented significantly lower WAZ and HAZ beginning at three months of age. WHZ was similar in the two groups.
CONCLUSIONS: Growth impairment is an early event and a useful clinical marker of infection in HIV-exposed infants.

Keywords HIV infection; Anthropometry; Infant; Nutritional Status

3 - O espessamento da membrana basal do epitélio amniótico e as síndromes hipertensivas durante a gestaçao

The amniotic epithelium basal membrane thickening and hypertensive syndromes during pregnancy

Aline Santa Cruz Belela; Rosana Rosa Miranda Corrêa; Marina Carvalho Paschoin; Mara Lúcia Fonseca Ferraz; Marlene Antônia dos Reis; Vicente de Paula Antunes Teixeira; Eumenia Costa da Cunha Castro

Rev Med Minas Gerais; 14.4:221-225, Out/Dez, 2004

Existem estudos sugerindo a associação entre o espessamento da membrana basal do epitélio amniótico (MBEA) e as intercorrências maternas e fetais.
OBJETIVOS: Neste estudo avaliamos a espessura da MBEA em pacientes com hipertensão durante a gestação.
MÉTODOS: Utilizamos 66 placentas, 46 de pacientes hipertensas e 20 controles. Após os exames macroscópico e microscópico, foi realizada a análise morfométrica.
RESULTADOS: A espessura da MBEA foi maior nas pacientes com síndromes hipertensivas durante a gestação, comparadas às do grupo controle (p=0,04); nas placentas com inflamação associada à hipertensão e nas placentas com alteração morfológica placentária (AMP) compatível com hipertensão e hipóxia perinatal.
CONCLUSÕES: O espessamento da membrana basal do epitélio amniótico mostrou associação com às síndromes hipertensivas durante a gestação e deve ser mais um parâmetro a ser utilizado para avaliação das lesões placentárias relacionadas as síndromes hipertensivas durante a gestação.

Palavras-chave Placenta; Hipertensão; Membrana basal; Complicações cardiovasculares na gravidez

INTRODUCTION: Some studies in the literature suggest the relationship between the amniotic epithelium basal membrane (AEBM) thickening and fetal outcome problems.
OBJECTIVE: To evaluate the thickness of the AEBM in patients with hypertension syndromes during gestation.
METHOD: 66 placentas, 46 from hypertensive patients and 20 from normal controls were studied. After the gross and microscopic exams, the morphometric analysis of AEBM was performed.
RESULTS: Compared with the control group, the AEBM was thicker in the patients with hypertensive syndromes during gestation (p=0,04) as well as in placentas with inflammation associated with hypertension and in placentas with pathological alteration compatible with hypertension and perinatal hypoxia.
CONCLUSION: The thickening of AEBM showed association with hypertensive syndromes during gestation and should be an additional parameter for the evaluation of placenta lesions related to hypertensive syndromes during gestation.

Keywords Placenta; Hypertension; Basement membrane; Pregnancy Complications; Cardiovascular

4 - Incidência de suicídio entre idosos brasileiros

Incidence of suicide in brazilian elderly

Ana Cristina Catão Alves Miranda; Angelo José Gonçalves Bós

Rev Med Minas Gerais; 14.4:225-228, Out/Dez, 2004

OBJETIVO - Apesar das altas taxas de suicídio observadas na população idosa dos países desenvolvidos, ainda não há dados disponíveis sobre este evento na população idosa brasileira. Este trabalho tem como objetivo determinar as taxas de suicídio entre os idosos no Brasil.
MÉTODOS - Através da análise de dados do Sistema de Informações de Mortalidade do SUS no ano 2000 e do Censo 2000, foram calculadas as taxas de mortalidade por suicídio no Brasil e separadas por faixa etária. Foram considerados suicídios os óbitos classificados como "Lesões Autoprovocadas Intencionalmente" (CID X-60 a X-84), dentro do capítulo Causas Externas de Morbidade e Mortalidade do CID-10.
RESULTADOS - As taxas de mortalidade por suicídio encontradas na população idosa foram: 60 a 69 anos - 6,587/100.000 habitantes, 70 a 79 anos - 7,430/100.000 habitantes, 80 anos ou mais - 6,768/100.000 habitantes. A taxa de suicídio na população geral foi de 3,981/100.000 habitantes.
CONCLUSÕES - Os números encontrados mostraram que, também no Brasil, o suicídio é mais freqüente na população idosa, atingindo quase o dobro da média nacional.

Palavras-chave Suicídio; Depressão; Idosos; Coeficiente de mortalidade

OBJECTIVE: To determine the rates of suicide among the Brazilian elderly population for which there is no available data.
METHODS: The rates of mortality caused by suicide in Brazil were calculated in diverse age groups through data from the Mortality Information System of the United Health System of Brazil and the data from the 2000 Population Census. All deaths classified as "intentionally self-determined injury" in the International Classification of Diseases-10 were considered suicide.
RESULTS: The suicide mortality rates in each age group found in this study were: 60-69 years old: 6,587/100,000; 70-79 years old: 7,430/100,000; >80 years old: 6,768/100,000. The suicide mortality rate for the total population was 3,981/100,000.
CONCLUSION: These numbers showed a high mortality rate by suicide in the elderly population in Brazil, twice the national average.

Keywords Suicide; Depression; Aged; Mortality rate

5 - Influência da melatonina sobre o desenvolvimento corporal e ósseo de ratos

Influence of melatonin on body and bone development of rats

Karime Saad; Luiz Carlos dos Reis

Rev Med Minas Gerais; 14.4:228-232, Out/Dez, 2004

OBJETIVO: A glândula pineal produz o hormônio melatonina (MLT), que apresenta efeitos demonstrados sobre diversas células, entre elas os adipócitos e osteoblastos. Este trabalho objetivou verificar a influência da MLT no crescimento e desenvolvimento corporal e ósseo em ratos.
MÉTODO E RESULTADOS: Ratos Wistar machos foram submetidos a pinealectomia (PINX) ou cirurgia fictícia (CONTR) aos 5 dias do nascimento e estudados quanto ao peso e comprimento corporal; comprimento, espessura da tábua óssea e do disco epifisário da tíbia após 10, 20, 30, 60, 90 e 120 dias da operação. O peso dos animais PINX foi maior que o dos CONTR aos 100 e 120 dias. Os animais PINX tiveram ainda menor espessura da tábua óssea aos 60, 90 e 120 dias e menor espessura do disco epifisário aos 90 e 120 dias após o procedimento cirúrgico, comparados aos animais CONTR.
CONCLUSÕES: A falta de MLT resultou em aumento do peso corporal, provavelmente pela maior captação de ácidos graxos pelos adipócitos e redução da termogênese; menor espessura da tábua óssea e disco epifisário da tíbia pela redução da atividade de condrócitos e osteoblastos. Estes efeitos poderiam ser diretos e/ou indiretos, e seu esclarecimento demanda mais estudos.

Palavras-chave Melatonina; Glândula pineal / crescimento & desenvolvimento; Desenvolvimento ósseo; Ratos

Five days old Wistar male rats were either pinealectomized or submitted to a sham operation. The animals were followed up to 120 days after surgery, being weighed and measured every 10 days. Groups of animals were then sacrificed at 10, 20, 30, 60, 90, and 120 days after the surgery. Thicknesses of the bone board and the epiphyseal plate of the tibia were measured.
RESULTS: (1) The average weight of the pinealectomized animals was greater than that of the control animals between 100 and 120 days after surgery; (2) There was no difference between the groups in the lengths of the body and of the back paw of the animals; (3) The length of the tibia was the same in both groups but the thickness of bone board after 60, 90, and 120 days of the surgery and the thickness of the epiphysial plate after 90 and 120 days of the surgery were smaller in the pinealectomized animals when compared with the control groups.
CONCLUSION: the pineal gland, through the secretion of melatonin, participates in the bone development in rats by unknown mechanisms.

Keywords Melatonin; Pineal gland / growth & development; Bone development; Rats

6 - A percepçao da clientela sobre as condiçoes da sala pediátrica de pronto atendimento do hospital das clínicas, Belo Horizonte

The clientele's perception on the conditions of the pediatrics emergency room of the hospital das clínicas, Belo Horizonte

Flávia Alves Campos; Rosa Maria Quadros Nehmy; Joaquim Antônio César Mota; Gustavo Bruno Pires Bastos; Guilherme Rafael Sant'anna Athayde; Guilherme Da Cunha Messias Dos Santos

Rev Med Minas Gerais; 14.4:232-238, Out/Dez, 2004

OBJETIVO: Procurou-se captar a percepção das crianças e de seus acompanhantes quanto a situações causadoras de estresse, provocadas pelo ambiente físico e social do Pronto Atendimento do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais.
MÉTODOS: Empregou-se metodologia de caráter qualitativo, utilizando as técnicas de entrevista e de observação. Os informantes foram crianças que se encontravam internadas no Pronto Atendimento e seus acompanhantes.
RESULTADOS: Os resultados mostraram que crianças e acompanhantes percebem a estadia no Pronto Atendimento como algo penoso, sem conforto, onde não há nada o que fazer para desviar a atenção da doença. A ausência de mecanismos de desvio da tensão estimula a angústia dos acompanhantes, no convívio com o ambiente estressante de doença e morte, próprio da sala de emergência. Os acompanhantes seguem a evolução de casos de doenças semelhantes às de seus filhos, criando a expectativa do mesmo desfecho para eles.
CONCLUSÕES: Escutar a perspectiva da clientela constitui um elemento a mais na direção da humanização da assistência hospitalar. As sugestões feitas pela clientela apontam mudanças que podem ser atendidas com recursos criativos e pouco onerosos.

Palavras-chave Criança / hospitalizada / psicologia; Percepção; Ambiente de instituições de saúde; Serviços médicos de urgência; Humanismo; Estresse psicológico; Família

OBJECTIVES: To capture the perception of children and their companions regarding the stress-causing situations induced by the physical and social environment in the Emergency Room, Hospital das Clínicas, Universidade Federal de Minas Gerais.
METHODS: A methodology consisting of interviews and observation techniques was employed. The informers were children hospitalized in the Emergency Room and their companions.
RESULTS: Both children and companions perceive their stay at the Emergency Room as something painful, comfortless, where there is nothing to call one's attention away from the disease. The absence of tension deviation mechanisms sharpens the distress of the companions who follow the evolution of cases similar to their children's, thus creating an expectation of the same outcome for them.
CONCLUSIONS: Listening to the patient's perspective constitutes itself an additional element towards the humanization of hospital assistance. The suggestions made consist of small changes that could be done with little expenses.

Keywords Hospitalized Child / psychology; Perception; Health Facility environment; Emergency medical services; Humanism; Psycological stress; Family

7 - Perfil de saúde de idosas, praticantes de atividade física, cadastradas no programa municipal da terceira idade do município de Viçosa - MG

Elderly women health profile, who practices exercises regularly, registered in the third age municipal program in Viçosa - Minas Gerais State

Renata Junqueira Pereira; Michele Pereira Netto; Karine Araújo Campos; Fernanda de Carvalho Vidigal; Ana Carolina Junqueira Vasques; Rita de Cássia Lanes Ribeiro; Rosângela Minardi Mitre Cotta

Rev Med Minas Gerais; 14.4:239-244, Out/Dez, 2004

OBJETIVO: Estudar o perfil de saúde de um grupo de idosas do Programa Municipal da Terceira Idade (PMTI) do município de Viçosa/MG, praticantes de atividade física.
DESENHO DO ESTUDO: Estudo transversal, no qual se aplicou um questionário semi-estruturado a 53 mulheres idosas do grupo, analisando idade, morbidades informadas; realização de atividades diárias e de lazer; utilização de serviços de saúde. A avaliação antropométrica foi feita com peso e estatura para o cálculo do Índice de Massa Corporal.
RESULTADOS: A faixa etária das idosas estudadas variava entre 60 a 80 anos (mediana: 68). Com relação à capacidade funcional e sociabilidade, 13,2% moravam sozinhas, 100% freqüentavam igreja, teatro ou cinema, 94,3% faziam compras, 73,6% faziam viagens de longa duração, 93% visitavam parentes e amigos, 56,6% participam de atividades de grupo e 82,5% preparavam seu próprio alimento. Todos os indivíduos do grupo praticavam atividades físicas regulares. Entre as enfermidades auto-informadas, a mais prevalente foi a hipertensão, seguida do colesterol sérico elevado e depressão. Diabetes e obesidade também foram relatadas com freqüência. Observou-se que 88,7% relataram pelo menos uma doença crônica. Avaliando o estado nutricional como fator de risco para algumas das doenças auto-referidas, não se observou relação deste com diabetes (OR: 0,56: 0,10-2,93; p=0,40) e hipertensão (OR: 3,18: 0,78-13, 48, p=0,06).
CONCLUSÃO: No grupo estudado, embora a presença das enfermidades crônicas comuns dessa faixa etária tenha sido observada, a capacidade funcional parece preservada, o que pode estar relacionado à prática de atividade

Palavras-chave Saúde do idoso; Exercício; Estado nutricional; Envelhecimento.

OBJECTIVES: To study the health profile of a group of elderly women, who practice exercises regularly and are part of The Third Age Municipal Program in Viçosa - Minas Gerais State.
STUDY DESIGN: Transversal study, in which a semi-structured questionnaire was applied to 53 elderly women, analyzing: age, informed disease, practice of regular and spare time physical activities and health care service utilization. Body mass index (weight/[height]2) was evaluated.
RESULTS: The age range studied was: 60 to 80 years (average, 68). Regarding functional capability as well as sociability: 13.2% live alone, 100% often go to church, cinema or theater, 94.3% go shopping, 73.6% travel, 93.0% go out to visit friends and relatives, 56.6% participate in group activities and 82.5% prepare their own meals. All individuals practice exercises in regular basis. Among the informed diseases, the most common were hypertension, hypercholesterolemia, and depression. Diabetes and obesity were also reported. In addition, 88.7% of the studied group have already had at least one chronic disease. No correlation was found between nutritional status and the informed diseases, including diabetes and hypertension.
CONCLUSION: In the studied group, the functional capability remains preserved, what can be explained by the regular exercise practice in spite of the occurrence of chronic diseases related to aging.

Keywords Aging health; Exercise; Nutritional status; Aging

8 - Vulnerabilidade e exposiçao a marcadores sorológicos dos vírus da imunodeficiência humana, hepatites B e C, vírus linfotrópico de células T humanas e sífilis em pacientes psiquiátricos internados em hospital público

Vulnerability and exposure to serological markers of human immunodeficiency virus, hepatitis B and C, human T cell lymphotropic virus and syphilis among psychiatric patients admitted to a public hospital

Regina Capanema de Almeida; Enio Roberto Pietra Pedroso

Rev Med Minas Gerais; 14.4:244-250, Out/Dez, 2004

Com o objetivo de identificar, em pacientes psiquiátricos internados, a vulnerabilidade expressa por meio dos comportamentos e situações de risco, e as taxas de exposição aos marcadores sorológicos dos vírus da imunodeficiência humana (VIH), hepatites B e C, vírus linfotrópico de células T humanas (VLTH) e da sífilis, foram examinados, entre junho de 1997 a outubro de 2000, todos os pacientes internados em uma enfermaria masculina do Instituto Raul Soares (IRS), hospital psiquiátrico público, integrante da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG). De um total de 751 pacientes, 422 foram identificados com algum tipo de risco por meio do exame clínico. Os principais riscos identificados foram o não-uso ou uso irregular do preservativo, uso de fumo, álcool e drogas. 314 pacientes realizaram exames sorológicos, com taxas positivas de 19,7% de anti-HBc, 1,6% de HBsAg, 5,7% de anti-HCV, 1,6% de anti- HIV, 0,6% de anti-HTLV I/II e 7,0% de VDRL reativo, com 3,8% de FTA-ABS ou equivalente positivos. O exame clínico, a identificação de riscos comportamentais e situacionais e as taxas de exposição registradas foram importantes para abordagens preventivas, terapêuticas e para o maior conhecimento das inter-relações entre pacientes com sofrimento mental e estas doenças infecciosas e transmissíveis.

Palavras-chave Hepatite B / psicologia; Hepatite C / psicologia; Sífilis / psicologia; Hospitais psquiátricos; Hospitais públicos; Fatores de risco

Patients admitted to a male ward of Raul Soares Institute, a public psychiatric hospital in Minas Gerais, from June 1997 to October 2000, were examined in order to identify the vulnerability of hospitalized psychiatric patients to the serologic markers of human immunodeficiency virus (HIV), hepatitis B and C, human T cell lymphotropic virus (HTLV) and syphilis. Clinical evidence revealed some risks in 422 out of 751 patients. The main risks detected were irregular or no use of a condom, smoking and alcohol and drug consumption. Serologic tests were applied in 314 patients. The following positivity rates were detected: 19.7% anti-HBc, 1.6% HBsAg, 5.7% anti-HCV, 1.6% anti-HIV, 0.6% anti-HTLV I/II, and 7.0% reactive VDRL, with 3.8% positive FTA-ABS or equivalents. The clinical examination, the identification of behavioral and situation-based risks and the ra