RMMG - Revista Médica de Minas Gerais

Volume: 15. 3

Voltar ao Sumário

Artigos Originais

Trauma cranioencefálico como fator de risco para a ocorrência tardia da doença de Alzheimer: estudo de meta-análise

Head injury as a risk factor for late-onset Alzheimer's disease: a meta-analysis study

Mauro José Fontelles1; Rafaella Santos Araújo2; Renata Norat Nogueira2; Valéria Júlia Barros2

Resumo

INTRODUÇÃO: A doença de Alzheimer tem sido referida como a causa mais comum de demência em idosos. De etiologia ainda pouco conhecida, seus diversos fatores de risco vêm sendo estudados, entre eles o trauma de crânio, o qual é citado em vários estudos caso-controle. Porém, nestes estudos, os resultados são ainda pouco conclusivos.
OBJETIVO: estudar, em pacientes idosos, o traumatismo cranioencefálico como fator de risco para a ocorrência tardia da doença de Alzheimer.
MÉTODO: Utilizando-se o modelo estatístico de meta-análise, os autores avaliaram 20 trabalhos científicos, do tipo caso-controle, publicados pela medline no período de 1990 a 2004, os quais investigaram a associação entre o trauma craniano e a doença. A odds ratio (OR) e o intervalo de confiança de 95% foram calculados segundo o método de Mantel-Haenszel. Os valores de p foram obtidos com o programa Epi Info, versão 6.04c. Considerou-se o nível alfa igual a 0,05.
RESULTADOS: quando analisados isoladamente, observou-se que, entre os 20 estudos avaliados, 16 deles apresentaram uma associação positiva entre o trauma cranioencefálico e a doença de Alzheimer, com significância estatística presente em cinco estudos, somente. Porém, quando estes estudos foram avaliados conjuntamente, verificou-se a influência significativa deste tipo de trauma como fator de risco para o desenvolvimento tardio da doença de Alzheimer, com OR=3,17; IC95%=3,12-3,92 e p-valor < 0,0001.
CONCLUSÃO: em pacientes com história pregressa de trauma cranioencefálico, a ocorrência tardia da doença de Alzheimer foi cerca de três vezes maior quando comparada aos pacientes sem história deste tipo de trauma.

Palavras-chave: Doença de Alzheimer; Traumatismos Cerebrais.

 

Nenhum conteúdo cadastrado para este idioma