RMMG - Revista Médica de Minas Gerais

Número Atual: 28

 

Editorial

1 - Editorial

M. Isabel T. D. Correia

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:

Artigo Original

2 - Perfil dos pacientes com câncer de cabeça e pescoço e avaliação da qualidade dos prontuários em um hospital público

Profile of patients with head and neck cancer and evaluation of the quality of medical records in a public hospital

Luiz do Rego Bandeira de Melo Neto; Flávia Lage Gonçalves; Isabel Cristina Gomes; Juliana Álvares; Guilherme de Souza Silva; Alberto Julius Alves Wainstein; Alessandra Maciel Almeida

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:e-1965

A qualidade das informações contidas nos prontuários deve refletir a qualidade da assistência e a produtividade do trabalho, permitindo construir melhores práticas assistenciais eimplementar ações que visem a melhoria nos resultados operacionais. O objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade das informações contidas nos prontuários em papel, de pacientes acima de 18 anos, portadores de câncer de cabeça e pescoço atendidos no ambulatório de Oncologia em um hospital público em Belo Horizonte/MG. Foi elaborado um questionário estruturado para análise dos prontuários utilizando-o como roteiro para coleta de dados. Posteriormente foi realizada análise através da obtenção do escore de completude da informação, medido pela proporção de informação ignorada no preenchimento das variáveis em cada dimensão, composto pelos graus de avaliação: excelente (menor que 5%), bom (5% a 10%), regular (11% a 20%), ruim (21% a 50%) e muito ruim (maior que 50%). Observou-se 15,60% de observações ignoradas na dimensão Cadastro dos Pacientes/exame físico, com avaliação considerada regular. Para Anamnese/Diagnóstico e Tratamento, 37,08% e 47,87% respectivamente, com avaliação considerada ruim. Para Metástase/Tratamento observou-se 72,77% de respostas ignoradas, e a avaliação foi considerada muito ruim. A baixa qualidade de informações nos registros de prontuários em papel sugere a necessidade de ações que visem à melhoria na qualidade dos registros em saúde.

Palavras-chave câncer de cabeça e pescoço, registros médicos, avaliação de serviços de saúde, Sistema Único de Saúde (SUS).

The quality of information in medical records should reflect the quality of care and effort productivity enabling build better practice care and implement actions aimed at improving functional results. The aim of this study was to evaluate the quality of information in the medical records of patients above 18 years with head and neck cancer treated at oncology unit in a public hospital in Belo Horizonte / MG. A structured questionnaire was prepared to analyze the medical records using it as a basis for data collection. Subsequently, the analysis of the medical records was performed by obtaining the completeness score of the information. The analysis of medical records was performed by obtaining information of completeness score measured by the proportion of information absent in filling variables in each dimension, consisting of the degrees of evaluation: excellent (less than 5%), good (5% to 10%), regular (11% to 20%), bad (21% to 50%) and very bad (over than 50%). It was observed in the dimension register/ physical examination 15.60% of ignored registers, with evaluation considered regular. For Anamnesis/ Diagnosis and Treatment, 37.08% and 47.87% respectively, with evaluation considered bad. For Metastasis / Treatment was observed 72.77% of ignored registers, and the evaluation was considered very bad. The low quality of information in health records suggest the need for actions that aim to improve the quality of health records.

Keywords head and neck cancer, medical records, Health Services Research, Brazilian National Health System (SUS).

3 - Avaliação da capacidade de contração dos músculos do assoalho pélvico em atletas de voleibol do sexo feminino

Evaluation of pelvic floor muscle contraction capacity in female volleyball athletes

Paola Braga Salgado; Ana Karoliny Ferreira dos Santos; George Alberto da Silva Dias; Gustavo Fernando Sutter Latorre; Lilian Rose de Souza Mascarenhas; Erica Feio Carneiro Nunes

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:e-1966

O número de mulheres que vêm adentrando o campo esportivo cresce consideravelmente. Entretanto, vale ressaltar que tal prática pode ser considerada de risco ao sistema reprodutivo feminino e aos músculos do assoalho pélvico. O objetivo do estudo foi comparar a CCAP em atletas praticantes da modalidade voleibol do sexo feminino e de mulheres sedentárias. Foi realizado um estudo com 20 mulheres, sendo 10 atletas de voleibol (GA) e 10 mulheres sedentárias (GS), do tipo transversal prospectivo quantitativo, no qual avaliou-se a capacidade de contração dos músculos do assoalho pélvico (CCAP) dessas mulheres e comparou-se a CCAP entre os grupos GA e GS. A avaliação da CCAP foi realizada através do perineômetro. Após a avaliação não foi observada diferença estatisticamente significativa com relação a CCAP entre os grupos GA e GS, porém no GA a média da CCAP foi inferior a do GS.

Palavras-chave Fisioterapia, Mulheres, Atletas, Assoalho Pélvico.

The number of women who practice sports, among them volleyball has grown considerably, however, the modality may bring a special risk to these athletes, due to negative effects on the reproductive system. A cross-sectional prospective quantitative study was conducted with 20 women, including 10 volleyball players (GA) and 10 sedentary women (GS), in which we evaluated the ability of contraction of the pelvic floor muscles (CPFM) in volleyball athletes women and compared with CPFM in sedentary women. The evaluation of CPFM was done using the perineometer developed by the researcher. After the evaluation there was no statistically significant difference related to CPFM between the GA and GS groups, but the GA's average of CPFM was inferior to the GS's.

Keywords Physiotherapy, Women, Athletes, Pelvic Floor.

Artigo de Revisão

4 - Impacto de fatores clínicos e laboratoriais no ganho de peso em uma coorte de pacientes com Fibrose Cística diagnosticados pela triagem neonatal

Impact of clinical and laboratory weight gain in a cohort of patients with cystic fibrosis diagnosed by newborn screening factors

José Gilmar Costa Santos; Julia Maria Gonçalves Dias

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:e-1968

A infecção pelo papilomavirus humano (HPV) está associada a diversas lesões cutaneomucosas, como câncer de colo de útero, vagina, vulva, ânus, laringe, orofaringe e verrugas genitais, sendo o carcinoma invasivo do colo uterino o seu principal desfecho. Estratégias de prevenção da infecção pelo HPV configuram metodologias importantes para reduzir os índices de morbimortalidade associados ao HPV. Desde 2014, o Brasil incorporou a vacinação contra o vírus em seu programa nacional de imunizações, sendo um avanço relevante em políticas públicas. Existem três tipos de vacinas aprovadas pelo FDA (Food and Drug Administration) - bivalente, quadrivalente e nonavalente. A vacina quadrivalente mostrou-se segura e apresentou resultados favoráveis na prevenção de lesões associadas aos sorotipos presentes em sua composição, que são os HPVs 6, 11, 16 e 18. Os tipos 16 e 18 são os mais frequentes em lesões pela infecção por HPV, sendo detectados na maioria dos casos de câncer do colo do útero. O Brasil utiliza a vacina quadrivalente para meninas de 09 a 14 anos de idade e, incorporados em 2017 à população alvo da cobertura vacinal, meninos de 12 a 13 anos de idade também devem ser vacinados. A inserção da vacina quadrivalente no calendário nacional de vacinação marca uma estratégia de prevenção importante contra a infecção persistente e doenças causadas pelos tipos virais específicos da vacina, porém, isso reforça a necessidade de estudos de seguimento populacional para possibilitar o conhecimento do seu verdadeiro impacto para a saúde pública nacional.

Palavras-chave Papillomaviridae; Saúde pública; Vacinas.

Human papillomavirus (HPV) infection is associated with several cutaneomucous lesions, such as cervical cancer, vagina, vulva, anus, larynx, oropharynx and genital warts, and invasive cervical carcinoma is its main outcome. Strategies for the prevention of HPV infection configure important methodologies to reduce the morbidity and mortality rates associated with HPV. Since 2014, Brazil has incorporated vaccination against the virus into its national immunization program, being a relevant advance in public policies. There are three types of FDA (Food and Drug Administration)-approved vaccines - bivalent, quadrivalent, and nonvalent. The quadrivalent vaccine was safe and presented favorable results in the prevention of lesions associated with the serotypes present in its composition, which are HPVs 6, 11, 16 and 18. Types 16 and 18 are the most frequent in lesions due to HPV infection, being detected in the majority of cases of cancer of the cervix. Brazil uses the quadrivalent vaccine for girls from 9 to 14 years of age and, in 2017, the target population of the vaccination coverage, boys from 12 to 13 years of age should also be vaccinated. Insertion of the quadrivalent vaccine into the national vaccination schedule marks a major prevention strategy against persistent infection and diseases caused by the specific vaccine types, but this reinforces the need for population-based follow-up studies to national public health.

Keywords Papillomaviridae; Public health; Vaccines.

5 - Uso de cafeína em crianças e adolescentes

Caffeine use in children and adolescents

Elaine Alvarenga A. Carvalho; Luiza Azevedo Santa Bárbara; Laura de Viterbo Lage; Mariana Silva Guimarães Ferreira; Roseli Gomes de Andrade; Rafael de Paula Paschoalino; Benedito Sacaranci Fernandes

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:e-1969

A cafeína é possivelmente a substância psicoativa mais usada mundialmente, está disponível legalmente para o consumo de crianças, adolescentes e adultos e é vendida principalmente entre alimentos e bebidas. Comporta-se como um estimulador do sistema nervoso central e periférico levando a efeitos sistêmicos, tolerância, dependência e intoxicação.
Este artigo objetiva revisar os efeitos do uso da cafeína na infância e adolescência. A busca bibliográfica foi realizada de janeiro de 2013 a junho de 2014, nas bases de dados do portal da Capes, da Biblioteca Virtual em Saúde (LILACS, MEDLINE, SciELO, Cochrane Library), no OVID e Embase, nos últimos dez anos.
Ao analisar os artigos revisados, percebe-se que ainda não é segura a ingestão de bebidas cafeinadas pela faixa etária pediátrica, sendo que este não traz benefícios e ainda é capaz de causar diversos efeitos adversos, com o poder inclusive de interferir no desenvolvimento dos sistemas nervoso e cardiovascular, além do risco de dependência e intoxicação. Assim, seu uso deve ser desencorajado em casa, nas escolas, pelo governo, médicos, nutricionistas e pela mídia.

Palavras-chave Cafeína; Saúde da Criança; Adolescente; Efeitos da Cafeína.

Caffeine is probably the most widely used psychoactive substance worldwide, it is legally available for consumption of children, adolescents and adults and it is manly sold between foods and beverages. It behaves central and peripheral nervous system stimulator leading to systemic effects, tolerance, dependence and poisoning. This article aims to review the effects of caffeine use in children and adolescents. The bibliographic search was performed from January 2013 to June 2014 in databases of Capes portal, Virtual Health Library (LILACS, MEDLINE, SciELO, Cochrane Library), in OVID and Embase, in the last decade.
By analyzing the revised articles, one realizes that the caffeinated beverage intake for pediatric patients is still not safe, wherein is not beneficial and is able to cause various adverse effects, including the possibility of interfering in the development of the nervous and cardiovascular systems, besides the risk of dependency and intoxication. Thus, its use should be discouraged at home, in schools, by the government, doctors, nutritionists and the media.

Keywords Caffeine; Children's Health; Adolescents; Effects of Caffeine

Artigo Original

6 - Recentes avanços no tratamento da anemia falciforme

Recent advances in the sickle cell anemia treatment

Reginaldo Ferreira; Cibele Marli Cação Paiva Gouvêa

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:e-1970

A anemia falciforme é a doença monogênica de maior ocorrência mundial e é causada pela presença de hemoglobina S (HbS), uma variante estrutural decorrente da substituição de um aminoácido na cadeia β globina. Essa mutação altera as propriedades bioquímicas e fisiológicas da hemoglobina, que tem a tendência de formar agregados fibrilares, no estado desoxigenado, o que produz alterações morfológicas (falcização) e funcionais da hemácia. Assim, todas as manifestações clínicas observadas na doença decorrem da presença da HbS e têm início com a hemólise e a vaso-oclusão, desencadeando os demais eventos da doença, que podem afetar os órgãos e sistemas orgânicos. O tratamento baseia-se no controle dos sintomas. O único medicamento aprovado que altera o curso da doença é o antineoplásico hidroxiureia e, apesar de seu sucesso clínico, não é curativo e pode desencadear muitos efeitos adversos. O único tratamento curativo é o transplante de células tronco hematopoéticas. A terapia gênica vem sendo estudada há mais de 30 anos e alguns estudos clínicos estão sendo realizados. Novas abordagens moleculares como a edição do genoma, uso de RNA terapêutico e manipulação genética para indução da síntese de hemoglobina fetal emergem como possibilidades para a cura da doença.

Palavras-chave Edição do genoma; Hidroxiureia; Terapia gênica, Terapia molecular; RNA terapêutico.

Sickle cell anemia is the most common monogenic disease worldwide and it is caused by the presence of sickle hemoglobin (HbS), structural variant hemoglobin with one amino acid substitution in the β globin chain. This mutation changes the biochemical and physiological properties of hemoglobin, which has the tendency, in the de-oxygenated state, to form fibrous aggregates, which produces morphological (sickling) and functional changes in red blood cells. Thus, all the observed disease clinical manifestations arise from the presence of HbS and begin with hemolysis of the red blood cell and vaso-occlusion, triggering other disease events, which can affect the body organs and systems as a whole. Nowadays, treatment is based mainly in symptoms control. The only drug approved that changes the course of the disease is the antineoplastic Hydroxyurea and, despite its clinical success, it is not curative and can trigger many adverse effects. The only curative treatment is the hematopoietic stem cells transplantation. Gene therapy has been studied for more than 30 years and some clinical studies are being in course. New molecular approaches as the genome editing, therapeutic RNA and genetic manipulation to stimulate fetal hemoglobin synthesis emerge as possible curative options for the disease.

Keywords Genome editing; Hydroxyurea, Gene therapy, Molecular therapy. Therapeutic RNA

7 - A avaliação de estudantes de medicina de uma faculdade de belo horizonte, em relação ao processo de ensino-aprendizagem da relação médico-paciente

The evaluation of students of medicine of a college of belo horizonte, in relation to the process of teaching-learning of the medical-patient relationship

Marina Franklin Ribeiro; Letícia Silveira Freitas; Jaqueline Marques Lara Barata

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:e-1971

A relação médico-paciente é um processo especial de interação humana, que é a base da prática clínica. Questões provenientes da aprendizagem dessa relação constituem a parte mais difícil na formação de um médico. Os estudantes possuem ao longo do curso diferentes oportunidades de estabelecer relação com o paciente, construindo habilidades para o desenvolvimento de uma comunicação efetiva que subsidia uma relação médico paciente de qualidade. Nesse trabalho objetivou-se conhecer qual é a percepção dos estudantes de uma faculdade filantrópica de Belo Horizonte sobre seu preparo no processo de ensino-aprendizagem da relação médico-paciente. Trata-se de uma pesquisa exploratória, de caráter qualitativo, financiada pela FAPEMIG. Os entrevistados foram estudantes de medicina, escolhidos aleatoriamente, do quarto, quinto e sexto anos. A análise de dados foi feita com base no discurso de Bardin. Os dados evidenciaram que na visão dos estudantes as disciplinas práticas têm contribuído de forma mais significativa na construção da relação médico paciente. Essa relação tem tido como foco uma abordagem clínica orientada por uma visão de saúde ainda biologicista, que considera a anamnese biológica mais relevante. Essa visão dos estudantes, muitas vezes, faz com que priorizem os aspectos técnicos da consulta em detrimento da atenção integral do paciente. A relação médico-paciente efetiva é a base fundamental para garantir sucesso na identificação de demandas de saúde dos sujeitos. É imprescindível que o estudante aprenda e aperfeiçoe essa habilidade durante sua formação. Conhecer a percepção dos estudantes sobre seu preparo nesse processo coloca-se como estratégia de avaliação da formação que têm recebido.

Palavras-chave Relação médico-paciente. Estudantes de medicina. Assistência centrada no paciente.

The doctor-patient relationship is a special process of human interaction, which is the basis of clinical practice. Issues arising from learning this relationship are the most difficult part of a doctor's training. Throughout the course students have different opportunities to establish relationships with the patient, building skills for the development of effective communication that supports a quality patient medical relationship. This study aimed to know the perception of the students of a philanthropic college in Belo Horizonte about their preparation in the teaching-learning process of the doctor-patient relationship. This is an exploratory research, of a qualitative nature, financed by FAPEMIG. The interviewees were randomly chosen medical students of the fourth, fifth and sixth years. Data analysis was based on Bardin's discourse. The data showed that in the students' view the practical disciplines have contributed in a more significant way in the construction of the patient medical relation. This relationship has focused on a clinical approach guided by a health vision that is still biological, which considers biological anamnesis more relevant. This view of students often makes them prioritize the technical aspects of the consultation to the detriment of comprehensive patient care. The effective doctor-patient relationship is the fundamental basis for ensuring success in identifying the subjects' health demands. It is imperative that the student learn and perfect this skill during their training. Knowing the students' perception about their preparation in this process poses as a strategy to evaluate the training they have received.

Keywords Physician-Patient Relations. Students, Medical. Patient Care.

8 - Imagem

Image

Bruno Emanuel Carvalho Oliveira; Marina Cravo Wermelinger; Cristiane Fernandes Moreira Boralli; Sérgio Duarte Dortas Júnior

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:e-1972

A Urticária de Pressão Tardia é considerada uma doença rara, cujo quadro clínico é diferente da urticária clássica e pode envolver manifestações sistêmicas. Sendo assim, o diagnóstico é pouco frequente, até mesmo pelos especialistas. Neste artigo, apresentamos um paciente, com história típica de lesões desencadeadas por pressão.

Palavras-chave urticária, urticária crônica, urticária de pressão tardia.

Delayed Pressure Urticaria is considered a rare disease, with clinical diagnosis different from classi- cal urticaria, with possible systemic manifestations. Therefore, it is frequently underdiagnosed, even by specialists. In this article, the case of a patient with a typical history of pressure-induced lesions is presented.

Keywords Urticaria, Chronic Urticaria, Delayed pressure urticaria.

9 - Adesão às recomendações do uso de antibioticoprofilaxia e a ocorrência de infecção do sítio cirúrgico em pacientes pediátricos

Compliance with guidelines for surgical antibiotic prophylaxis: associated factors and occurrence of surgical-site infections in a pediatric population of a tertiary hospital

José Carlos Matos; Isabela Nascimento Borges; Maria Aparecida Martins; Elizabeth Barbosa França

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:e-1975

INTRODUÇÃO: As infecções de sitio cirúrgico (ISC) são eventos adversos freqüentes em todo o mundo. A antibioticoprofilaxia cirúrgica resulta em comprovada redução das taxas de infecção pós-operatória. Contudo, este uso de antibióticos ainda é inapropriado e excessivo, a despeito de recomendações bem definidas e aceitas mundialmente.
OBJETIVOS: Avaliar a adesão às recomendações para antibioticoprofilaxia cirúrgica e verificar variáveis associadas a não adesão e a ocorrência de ISC numa coorte de pacientes cirúrgicos de um hospital universitário de Belo Horizonte, Brasil, 1999 a 2001.
MÉTODO: Estudo transversal da linha de base da coorte de pacientes cirúrgicos pediátricos. A adesão ao Guia de Antibioticoprofilaxia Cirúrgica (GAC) foi avaliada quanto a indicação, tipo de antibiótico, dose, intervalo posológico, momento da administração, dose intraoperatória e duração da profilaxia. Variáveis relacionadas ao paciente, cirurgia e à equipe foram investigadas como possíveis preditoras de não adesão e da ocorrência de ISC e analisadas pela regressão logística, com nível de significância p <0,05.
RESULTADO: Foram avaliados 720 pacientes, 44% tiveram indicação de antibioticoprofilaxia e em 54% destes não houve adesão ao GAC. Foram preditores da não adesão: procedimento de urgência (OR: 5,56;IC: 2,94-10,51), índice de risco de infecção cirúrgica (OR:6,84;IC: 4,06-11,62), presença de infecção comunitária (OR:2,77; IC:1,24-6,17 ) e tempo pré-operatorio (OR: 3,79; IC:2,43-5,91). A não adesão foi fator preditor significante da ocorrência de ISC (OR: 2,79; IC:1,51-5,17).
CONCLUSÕES: Este estudo identificou inadequação na antibioticoprofilaxia cirúrgica em Pediatria. Pacientes para os quais não houve adesão ao GAC tiveram uma maior chance de desenvolver ISC.

Palavras-chave Fidelidade a Diretrizes. Antibioticoprofilaxia. Procedimentos Cirúrgicos Operatórios. Pediatria. Infecção da Ferida Cirúrgica.

INTRODUCTION: Surgical site infections (SSI) are frequent adverse events worldwide. Surgical antibiotic prophylaxis (SAP) results in marked reduction in postoperative infection rates. However, this antibioticss use is still inappropriate and excessive, despite well-defined widely accepted recommendations. Objectives: To evaluate non compliance with guidelines for SAP and associated factors, and the influence of non compliance in SSI occurrence.
METHODS: It was done a cross-sectional assessment of a cohort study conducted from 1999 to 2001 on surgical pediatric patients, in a university hospital, Belo Horizonte, Brazil. To measure compliance, following criteria were assessed from protocol SAPG (Surgical Antibiotic Prophylaxis Guidelines): recommendation of SAP: type of antibiotics; dose; posologic interval; infusion timing; surgical dosing and prophylaxis duration. In the first data analysiss step, variables concerning patient, surgery and surgical team were included in logistic model to examine the relationship with noncompliance. For logistic multivariate regression, variables which p = 0.20 in univariate analysis were included and those with p<0.05 remained in final model. Logistic regression was used in final step to adjust potential confoundingand occurrence of SSI, with p <0.05 as the significance level.
RESULTS: From 720 patients, 44% had recommended antibiotic prophylaxis and non compliance to SAPG was found in 54% these patients. Non compliance predictors were: urgency procedures(OR=5.56,95%CI2.94-10.51), SSI risk index(OR=6.84,95%CI4.06-11.62); community-onset infection(OR=2.77,95%CI1.24-6.17), and length of hospital stay preoperative period(OR=3.79,95%CI 2.43-5.91). Non compliance was SSI occurrence(OR=2.79,95%CI1.51-5.17). independent predictor.
CONCLUSIONS: We identified inadequate use of SAP in Pediatrics. Patients whose treatment procedures were non-compliant with SAPG had higher chances to develop SSI than those whose treatment procedures complied with the guidelines.

Keywords Guideline Adherence. Antibiotic Prophylaxis. Surgical Procedures, Operative. Pediatrics. Surgical Wound Infection.

10 - Osso meniscal: uma revisão da literatura

Meniscal ossicle: a literature review

Henrique Augusto Lino; Bianca Lisa de Faria; Ana Maria Magalhães Valle Cundari

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:e-1976

INTRODUÇÃO: O osso meniscal é uma entidade benigna e, apesar de relativamente raro, contribui para uma lista extensa de diagnósticos diferenciais. Quando diagnosticado erroneamente, pode resultar em procedimentos desnecessários para o paciente, uma vez que seu tratamento clínico apresenta bons resultados. O presente trabalho tem por objetivo revisar o estado da arte sobre a entidade.
REVISÃO DA LITERATURA: Revisão de literatura nas bases de dados PubMed, ACCESSSS, Cochrane Library, LILACS e Scielo, sendo selecionados 30 artigos em inglês e português, publicados nos últimos 23 anos, com o uso dos descritores "meniscal ossicle", "meniscal bone" e "ossicle of the meniscus". A literatura cinzenta foi verificada através do OpenGrey e Google Acadêmico.
DISCUSSÃO: O osso meniscal possui apresentação clínica inespecífica, usualmente assintomático. Para seu diagnóstico, tornam-se necessários exames de imagem. Apesar de a lesão poder ser evidenciada por radiografia simples, ultrassonografia e tomografia computadorizada, a ressonância magnética é o método mais sensível e específico, permitindo sua caracterização em detrimento de outras entidades. A lesão é evidenciada como estrutura intra-articular, isointensa ao tecido ósseo adjacente, apresentando cortical e medular óssea. Sua localização mais comum é no corno posterior do menisco medial. Uma vez sendo estabelecido seu diagnóstico, o mesmo é passível de tratamento clínico e, em raros casos refratários, pode ser abordado com ressecção artroscópica.
CONCLUSÕES: O diagnóstico preciso do osso meniscal, através da ressonância magnética, é suficiente para evitarem-se procedimentos propedêuticos desnecessários para o paciente. Dessa forma, custos são evitados e resulta-se em menor morbidade para o paciente.

Palavras-chave Joelho. Imagem por Ressonância Magnética. Menisco. Osso e Ossos. Artroscopia.

INTRODUCTION: The meniscal bone is a rare benign entity, usually with no symptoms. It is frequently misdiagnosed as other knee lesions and as a result, the patient is exposed to unnecessary procedures, although its clinical management is rather successful. Our objective was to perform a review about the state of the art about this condition.
LITERATURE REVIEW: We have performed a review at PubMed, ACCESSSS, Cochrane Library, LILACS and Scielo. We have selected 30 English and Portuguese language articles from the last 23 years with the keywords "meniscal ossicle", "meniscal bone" and "ossicle of the meniscus". Grey literature's assessment was performed with OpenGrey and Google Scholar.
DISCUSSION: The meniscal bone is a condition with a difficult clinical diagnosis, usually asymptomatic. Imaging modalities as knee x-ray, ultrasound and computed tomography are able to detect the lesion, but the magnetic resonance imaging is the most sensitive and specific method. This method allows the tissue characterization of the lesion as an intra-articular structure, isointense to the bone, with compact and cancellous portions. It is most likely to be found at the posterior horn of the medial meniscus. Once its diagnosis is established, its initial approach is the conservative management and the surgical treatment with arthroscopic resection is regarded for the irresponsible cases.
CONCLUSION: The precise diagnosis of the meniscal bone through magnetic resonance imaging is able to avoid unnecessary diagnostic procedures. Then, it prevents needless costs and it results in lower morbidity for the patient.

Keywords Knee. Magnetic Resonance Imaging. Meniscus. Bone and Bones. Arthroscopy.

11 - Anomalias congênitas e suas principais causas evitáveis: uma revisão

Congenital anomalies and its main avoidable causes: a review

Isadora Cristina Mendes; Rosália Santos Amorim Jesuino; Denise da Silva Pinheiro; Ana Cristina Silva Rebelo

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:e-1977

As anomalias congênitas (AC) podem ser definidas como todas as alterações funcionais ou estruturais do desenvolvimento fetal, cuja origem ocorre antes do nascimento. Elas possuem causas genéticas, ambientais ou desconhecidas. As principais causas das anomalias são os transtornos congênitos e perinatais, muitas vezes associados a agentes infecciosos deletérios à organogênese fetal, tais como os vírus da rubéola, da imunodeficiência humana (HIV), o vírus Zika, o citomegalovírus; o Treponema pallidum e o Toxoplasma gondii. O uso de drogas lícitas e ilícitas, de medicações teratogênicas, endocrinopatias maternas também podem ser citados como causa de AC. Estima-se que 15 a 25% ocorram devido às alterações genéticas, 8 a 12% são causadas por fatores ambientais e 20 a 25% podem ser causadas tanto por alterações genéticas quanto por fatores ambientais. Neste artigo, serão abordadas as principais causas das AC, com foco naquelas que podem ser evitadas.

Palavras-chave toxoplasmose congênita, anormalidade congênitas, promoção da saúde.

Congenital anomalies (CA) can be defined as all functional or structural changes of fetal development that originate before birth. They have genetic, environmental or unknown causes. The main causes of anomalies are congenital and perinatal disorders, often associated with infectious agents deleterious to fetal organogenesis, such as rubella virus, human immunodeficiency virus (HIV), Zika virus, cytomegalovirus; the Treponema pallidum and the Toxoplasma gondii. The use of licit and illicit drugs, teratogenic medications, and maternal endocrinopathies can also be cited as causes of CA. It is estimated that 15 to 25% occur due to genetic alterations, 8 to 12% are caused by environmental factors and 20 to 25% can be caused by both genetic and environmental changes. In this article, the main causes of CA will be addressed, focusing on those that can be avoided.

Keywords congenital toxoplasmosis, congenital abnormality, health promotion.

12 - Uso de solução lipídica em intoxicação por beta-bloqueador: relato de caso

Use of lipid solution in beta-blocking severe intoxication: case report

Luana Sousa Martins; Adebal Andrade Filho

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:e-1978

Intoxicações por medicações de uso habitual ou drogas ilícitas tornaram-se um grave problema de saúde pública, com um impacto não apenas na mortalidade, mas com sequelas psicossociais relevantes. As manifestações clínicas dependem das propriedades farmacológicas da droga. Uso de solução lipídica no tratamento de intoxicações graves tem se tornado uma realidade cada vez mais consistente. O objetivo deste trabalho é relatar o caso de uma paciente atendida no HPS João XXIII a partir de coleta de dados em prontuário. C.R.F ,39 anos sexo feminino, encaminhada da Unidade de pronto-atendimento de Ribeirão das Neves devido a ingestão proposital de três cartelas de atenolol, fluoxetina e losartana, onde foi realizado lavagem gástrica, administração de carvão ativado, e reposição volêmica, sem resposta. À admissão, evoluiu com parada cardiorrespiratória durante 10 minutos, sendo iniciadas medidas de ressuscitação, seguida de administração de solução lipídica. Foi encaminhada para unidade de terapia intensiva onde permaneceu por seis dias, seguido de alta para enfermaria e após dez dias de internação alta hospitalar sem qualquer sequela. Os beta-bloqueadores são substâncias bem absorvidas pelo trato gastrointestinal. Os primeiros efeitos tóxicos aparecem 20 a 30 minutos após a ingestão e o efeito máximo ocorre após 4 a 6 horas, podendo chegar a 10 horas em alguns compostos. De 2014 a 2016 foram realizados 92 atendimentos devido a intoxicação por beta-bloqueador (19 presenciais e 73 por telefone) no Serviço de Toxicologia do Hospital João XXIII, sendo metade destes por tentativa de auto-extermínio. Nenhum óbito foi registrado nesse período.

Palavras-chave Parada Cardíaca. Emergências. Cardiotoxicidade. Envenenamento

Intoxications from commonly used medications or illicit drugs have become a serious public health problem, with an impact not only on mortality, but also on psychosocial and morbidity sequelae. The clinical manifestations depend on the pharmacological properties of the drug. Use of lipid solution in the treatment of severe poisoning has become an increasingly consistent reality. The purpose of this paper is to report the case of a patient attended in the HPS John XXIII from data collection in medical records. C.R.F, a 39-year-old female, referred from the Ribeirão das Neves emergency room due to the intentional ingestion of three tablets of atenolol, fluoxetine and losartan, where gastric lavage, activated carbon administration and volumetric replacement were performed without response. Upon admission, he evolved with cardiorespiratory arrest for 10 minutes, and resuscitation measures were initiated, followed by administration of lipid solution. She was referred to an intensive care unit where she remained for six days, followed by discharge to the ward and ten days after hospital discharge without any sequelae. Beta-blockers are well-absorbed substances in the gastrointestinal tract. The first toxic effects appear 20 to 30 minutes after ingestion and the maximum effect occurs after 4 to 6 hours, and can reach 10 hours in some compounds. From 2014 to 2016, 92 consultations were performed due to beta-blocker poisoning (19 presential and 73 by telephone) at the Toxicology Service of the Hospital João XXIII, half of which were for self-extermination. No deaths were recorded during this period.

Keywords Poison Control Centers. Heart Arrest. Emergency Medicine. Poisoning.

13 - Mutirão de saúde como ação extensiva e integrativa com a atenção primária

Health task force as extensive and integrative action with primary attention

Tiago Daniel Barbosa Santos; Daniela Porto Pereira; Diego Marques Ferreira Santos; Bruno Bastos Godoi; Ramon Wellison da Silva Leite

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:e-1979

Este trabalho buscou descrever uma das ações extensiva e interdisciplinar da LASEM da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, os Mutirões de Saúde. A liga acadêmica, firmada no tripé ensino, pesquisa e extensão, pretende aproximar o estudante da prática da atenção à saúde, com foco na vivência, para auxiliar o entendimento de como os fatores socioeconômicos e culturais influenciam no processo saúde-doença. Além disso, tem por objetivo descrever sua proposta e dinâmica, incentivar sua realização como uma atividade de Atenção Primária à Saúde, visto a sua importância para a formação médica. Os mutirões de saúde foram mobilizações coletivas, planejadas pela liga e pelo gestor de saúde local, com intuito de promover uma aproximação com a comunidade, permitir a aplicação do conhecimento construído nas reuniões da liga e ofertar serviços de saúde à população local. A inserção precoce do aluno de medicina na prática médica permite uma aproximação entre a instituição de ensino e a comunidade, de forma que é construído um ambiente de crescimento mútuo, tanto para a educação do aluno, quanto para a saúde da população. Isso permite que o estudante se desenvolva como agente transformador do meio. A experiência com os mutirões de saúde mostrou que são atividades eficazes para o aperfeiçoamento do ensino, para o compartilhamento de saberes entre profissionais, estudantes e a comunidade, bem como para o fortalecimento da liga acadêmica de semiologia médica dentro da instituição universitária de ensino.

Palavras-chave Atenção primária à Saúde. Ciências da saúde. Educação médica. Ensino.

This work sought to describe one of the extensive and interdisciplinary actions of LASEM of the Federal University of the Jequitinhonha and Mucuri Valleys, the Health Task Force. The academic league, signed on the tripod teaching, research and extension, aims to bring the student closer to the practice of attention to health, with a focus on the experience, to help the understanding of how socioeconomic and cultural factors influence the health-disease process. In addition, it aims to describe its proposal and dynamics, to encourage its realization as a Primary Health Care activity, given its importance for medical training. The health efforts were collective mobilizations, planned by the league and the local health manager, in order to promote a rapprochement with the community, to allow the application of knowledge built in league meetings and to offer health services to the local population. The precocious insertion of the medical student in medical practice allows an approximation between the educational institution and the community, so that an environment of mutual growth is built, both for the students education and for the health of the population. This allows the student to develop as an agent that transforms the environment. The experience with health efforts showed that they are effective activities for the improvement of teaching, for the sharing of knowledge among professionals, students and the community, as well as for the strengthening of the academic league of medical semiology within the university teaching institution.

Keywords Primary health care. Health Sciences. Education, Medical. Teaching.

14 - Dirigir moto ou carro entre adolescentes: inquérito "saúde em vespasiano", 2015

Adolescents driving motorcycles or cars: inquiry "health in vespasiano", 2015

Lorraine Jamile Oliveira Castro; Miren Elaine Andrade Campos; Giovana Péret Figueiró Mattos; Graziella Lage Oliveira; Fernando Augusto Proietti; César Coelho Xavier

Rev Med Minas Gerais 2018; 28:e-1980

INTRODUÇÃO: Inquérito de base populacional realizado em Vespasiano, Minas Gerais, em 2015/2016. Adolescentes e não habilitados para uso de veículos motorizados, representam maior risco para acidentes no trânsito.
OBJETIVOS: Analisar o relato de frequência de dirigir moto e carro alguma vez na vida por adolescentes, bem como fatores associados a esse evento.
MÉTODOS: Participaram 424 adolescentes com idades entre 11 e 17 anos, selecionados em amostra aleatória. Foram calculadas as frequências do relato de dirigir moto e carro alguma vez na vida associadas às variáveis explicativas bem como odds ratio, e seu intervalo de confiança a 95% Para análise, foi utilizado o software SPSS, versão 19.0.
RESULTADOS: 26,4% dos adolescentes relataram ter dirigido moto e 23,6% ter dirigido carro alguma vez na vida. Na faixa etária de 14 a 17 anos observou-se frequência maior de relato de ter dirigido moto (78,6%) e carro (81,0%) comparados à faixa de 11 a 13 anos (21,4% e 19,0% respectivamente. Adolescentes que ingeriram bebida alcoólica alguma vez na vida apresentaram 2,9 vezes mais chance de relatar ter dirigido moto (IC 95% 1,8 - 4,6) e 2,7 vezes mais chance de relatar ter dirigido carro alguma vez na vida (IC 95% 1,7 - 4,3). 13,9% dos adolescentes relataram ter sofrido acidente de trânsito durante a vida, como motorista, passageiro ou pedestre.
CONCLUSÕES: Em Vespasiano, 26,4% dos adolescentes estudados relataram ter dirigido moto e 23,6% carro, o que reforça a necessidade de maior reflexão quanto a estratégias preventivas à ocorrência da transgressão da lei de trânsito pelos adolescentes.

Palavras-chave Motoristas adolescentes. Motociclistas. Acidentes de trânsito. Dirigir sem habilitação. Comportamentos de risco à saúde. Bem-estar.

INTRODUCTION: Population based survey conducted in Vespasiano City, Minas Gerais State, Brasil, em 2015/2016. Young unlicensed drivers are more likely to adopt several inappropriate behaviors while driving.
OBJECTIVES: determine and quantify the association between driving motorcycle and car sometime in life and selected explanatory variables. Methods: 424 teenagers aged 11-17 years were selected in a household random sample of census tracts. The frequency driving a motorcycle and/or car was calculated. Associations were quantified through the odds ratio and its 95% confidence interval. For the analysis we used the software SPSS, 19.0 version.
RESULTS: 26.4% of adolescents reported driving motorcycle and 23.6% have driven car sometime in life. The age group 14-17 years reported the a higher frequency of driving motorcycle (78.6%) and car (81%) compared to the age group 11 to 13 years (21.4% and 19%, respectively). Teens who used alcohol in their lifetime were 2.9 (CI 95% 1.8 - 4.6) times more likely to ride motorcycle and 2.7 (CI 95% 1.7 - 4.3) times more likely to drive a car; 13.9% of adolescents reported having suffered a traffic accident during life as a driver, passanger or pedestrian.
CONCLUSIONS: In Vespasiano, 26.4% of adolescents reported having driven motorcycle and 23.6% have driven car. This result may contribute to discussion and preventive strategies for health and safety actions related to the occurrence of the violation of the traffic law by adolescents.

Keywords Teenage drivers. Motorcyclists. Traffic accidents. Unlicensed drinving. Health risk behaviors. Well-being.