RMMG - Revista Médica de Minas Gerais

Volume: 29. (Suppl.11) DOI: http://www.dx.doi.org/ 10.5935/2238-3182.20190082

 

Editorial

1 - Editorial

Erick Abreu; Marcel Andrade Souki

Rev Med Minas Gerais; 29.(Suppl.11):S2, Nov, 2019

Artigo Original

2 - Prevalência da Síndrome de Burnout entre Médicos Anestesiologistas de Belo Horizonte – Minas Gerais (MG)

Monik Gonçalves Vilela, André Felipe Ferreira Barroso; Thaís Morato Menezes; Marcela Aparecida Corrêa Martins; Gláucio Grégori Nunes Bomfá, Wanderson Penido Da Costa

Rev Med Minas Gerais; 29.(Suppl.11):S04-S11, Nov, 2019

Em meio à evolução dos estudos sobre o estresse, surgem pesquisas sobre a síndrome de Burnout (que em tradução literal seria "queimar-se por completo"), expressão criada na tentativa de descrever as fontes crônicas de sobrecarga emocional e interpessoal no trabalho. A primeira descrição sistemática da doença foi realizada pelo psiquiatra Herbert J. Freudenberg, em 1974, traduzindo as consequências observadas em si mesmo do esgotamento crônico, exaustão emocional, despersonalização e sentimento de baixa realização. Acomete trabalhadores sob extrema responsabilidade ou que assistem indivíduos sob risco, incluindo anestesiologistas. Este trabalho tem como objetivo verificar a incidência da Síndrome de Burnout entre médicos anestesiologistas de Belo Horizonte - MG, compreender quais são os seus efeitos negativos e refletir sobre o ambiente de trabalho e a motivação profissional. Tais dados foram coletados através de questionário validado, autoaplicável com base no Inventário de Burnout de Maslach. O questionário foi respondido por 50 anestesiologistas da rede de saúde da cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais, entre maio e julho de 2018. A participação dos médicos ocorreu de forma voluntária e com consentimento informado (Anexo II). Para cada pergunta, o entrevistado deveria atribuir uma pontuação de 1-5, de acordo com a frequência com que sentia/percebia os sinais apresentados em cada questão. Com base na soma das respostas, os entrevistados foram agrupados em pessoas sem indícios de Burnout, até o grau de instalação completo da patologia. Os resultados encontrados apresentam 64% (32) dos entrevistados com possibilidade de desenvolver a Síndrome de Burnout, 26% (13) de profissionais nos quais a síndrome já se encontra em estágio inicial e outros 10% (5), que já convivem com a síndrome, ainda que com possibilidade de reversão. Neste trabalho não houve nenhum entrevistado que não apresentasse algum sinal da síndrome.

Palavras-chave Burnout. Estresse. Anestesista. Esgotamento profissional.

In the midst of the evolution of stress studies, research has emerged on Burnout syndrome, an expression created in an attempt to describe the chronic sources of emotional and interpersonal overload at work. The first systematic description of the disease was performed by the psychiatrist Herbert J. Freudenberg in 1974, reflecting the observed consequences of chronic exhaustion, emotional exhaustion, depersonalization, and feeling of low achievement. It affects workers under extreme responsibility or who assist individuals at risk, including anesthesiologists. This study aims to verify the incidence of Burnout Syndrome in medical anesthesiologists in Belo Horizonte - MG, understand its negative effects and reflect on the work environment and professional motivation. These data were collected through a validated, self-administered questionnaire based on the Maslach Burnout Inventory. The questionnaire was answered by 50 anesthesiologists from Belo Horizonte, Brazil, from May to July 2018. The participation of physicians was voluntary and with informed consent (Annex II). For each question, the respondent should assign a score of 1-5, according to how often he felt / perceived the signs presented in each question. Based on the sum of the answers, the interviewees were grouped in people without evidence of Burnout, until the degree of complete installation of the pathology. The results found present 64% (32) of those interviewed with the possibility of developing Burnout Syndrome, 26% (13) of professionals in whom the syndrome is already in the initial stage and another 10% (5), who already coexist with syndrome, although with possibility of reversion. In this study, there were no interviewees who did not present any signs of the syndrome.

Keywords Burnout, stress, anesthesiologist, professional exhaustion.

Relato de Caso

3 - Complicações possivelmente relacionadas ao bloqueio do gânglio esfenopalatino para tratamento de cefaleia pós-punção dural: série de casos

Complications possibly related to the sphenopalatine ganglion block in the treatment of postdural puncture headache: series of cases

Cláudia Leal Ferreira Horiguchi; Cristiano Hiroshi Vieira Horiguchi; Leandro Gomes Bittencourt; Paulo César de Abreu Sales

Rev Med Minas Gerais; 29.(Suppl.11):S12-S15, Nov, 2019

A punção acidental da dura-máter é uma complicação conhecida durante a realização da anestesia peridural. Frequentemente causa cefaleia postural e, eventualmente, outros sintomas, como náuseas, vômitos, rigidez de nuca e zumbido. Raramente, podem ocorrer paralisia de nervos cranianos, trombose venosa cerebral ou outras complicações. Relatar-se-á uma série de casos de pacientes com cefaleia pós-punção dural (CPPD), os quais evoluiram com complicações possivelmente associadas ao bloqueio do gânglio esfenopalatino (BGEP). Em um paciente, a despeito da melhora da cefaleia após BGEP, apresentou piora da diplopia e fotofobia. Em outros dois pacientes foi realizado BGEP obtendo-se melhora importante da dor, entretanto, evoluiram com recorrência da cefaleia, foi realizado novo BGEP com melhora da dor, mas no decimo segundo dia de pós operatorio evoluiram com crises convulsivas sendo diagnosticado trombose venosa cerebral. O tratamento da CPPD com o BGEP tem se mostrado eficaz para melhora do sintoma de cefaleia, todavia não atua em uma provável etiologia da dor a qual seria a hipotensão liquórica. A melhora do sintoma possibilita a permanência do indivíduo em posição ortostática, o que pode piorar a tração de pares cranianos e agravar as repercussões geradas pela hipotensão liquórica favorecendo a trombose venosa cerebral.

Palavras-chave Cefaleia pós-punção dural. Bloqueio do gânglio esfenopalatino. Complicação

Accidental puncture of the dura is a known complication during epidural anesthesia. It often causes postural headache and eventually other symptoms such as nausea, vomiting, neck stiffness and tinnitus. Rarely, cranial nerve palsy, cerebral venous thrombosis, or other complications may occur. We will report a series of cases of patients with postdural puncture headache (PDPH), who developed complications possibly associated with sphenopalatine ganglion block (SPGB). In one patient, despite the improvement of headache, there was worsening of diplopia and photophobia. In the other two patients in which SPGB was performed, it occurred an important improvement of pain, however, they evolved with recurrence of headache, requiring the execution of a new SPGB with important pain improvement. Indeed on the twelfth postoperative day they evolved with seizures and cerebral venous thrombosis was diagnosed. The treatment of PDPH with SPGB has been shown to be effective for the improvement of the headache symptom, but it does not act on a probable etiology of the pain which would be the intracranial hypotension due to the cerebrospinal fluid leak. The improvement of the symptom allows the patient to remain in the orthostatic position, which can worsen the traction of cranial nerves and aggravate the repercussions, favoring cerebral venous thrombosis.

Keywords Postdural puncture headeache. Sphenopalatine ganglion block. Complication

Artigo de Revisão

4 - Bloqueio do Plano do Eretor da Espinha (ESP Block)

Danielle Gonçalves Borges; Luciana Mariele Lopes; Fernanda Porto Doca; Paulo Ricardo Rabello de Macedo Costa; Roberto Araujo Ruzi; Beatriz Lemos da Silva Mandim

Rev Med Minas Gerais; 29.(Suppl.11):S16-S19, Nov, 2019

O bloqueio do plano do eretor da espinha (ESP Block) é um bloqueio do plano fascial entre o músculo eretor da espinha e o processo transverso da vértebra, guiado por ultrassom, onde a injeção do anestésico nesse plano alcança tanto os ramos dorsais quanto os ramos ventrais dos nervos espinhais, seja a nível torácico ou lombar, promovendo analgesia e anestesia. O bloqueio é de fácil realização, em adultos e crianças e indicado em cirurgias torácicas, mamárias, peitorais, abdominais. Recentemente descrita sua aplicação em artroplastia de quadril. Este bloqueio é descrito como sendo um avanço na anestesia regional devido a sua fácil execução e à baixa incidência de complicações graves.

Palavras-chave Eretor da espinha; ESP block; Analgesia torácica; Analgesia abdominal.

Introduction: The erector spinae plane block is a fascial block, performed with ultrasound guidance, between the erector spinae muscle and the vertebrae transverse process, where the injection of anesthetic (LA) reach dorsal and ventral rami of spinal nerves, whether at the thoracic or abdominal level, promoting analgesia and anesthesia. The ESP block is technically easier to perform, in adults or children, and it has an increasingly number of indications being thoracic, breast, pectoral, abdominal surgery and, recently described, hip artroplasty. This plane block is described as an advance in regional anesthesia due to its easy execution and lack of serious complications.

Keywords Erector spinae plane block; ESP block; Thoracic analgesia; Abdominal analgesia.

Artigos Originais

5 - Uso de bloqueadores neuromusculares em hospitais do sul de Minas Gerais

Use of neuromuscular blockers in hospitals of south of Minas Gerais

João Victor Santana Silva; Luisa Ferreira Arantes; Luiz Henrique Torres Cota; Moara Rocha Marques dos Santos; Paula Miranda Esteves Orsi; Roberto Salvador de Souza Guimarães; Gérsika Bitencourt Santos Barros

Rev Med Minas Gerais; 29.(Suppl.11):S20-S25, Nov, 2019

INTRODUÇÃO: A introdução de bloqueadores neuromusculares na prática clínica propiciou o avanço técnico de cirurgias e do cuidado dos pacientes em terapia intensiva. No entanto, esses agentes não são destituídos de para efeitos e, já foi reconhecido um aumento da morbiletalidade em pacientes que recebiam tais fármacos.
MÉTODOS: Este é um estudo observacional, descritivo/quantitativo e transversal no qual o uso de bloqueadores neuromusculares foi avaliado por meio de questionários que foram respondidos pelos médicos anestesiologias e residentes em anestesiologia de hospitais do sul de Minas Gerais.
RESULTADOS: Observa-se que 7,0% dos participantes não apresentaram nenhuma complicação atribuída ao uso dos bloqueadores neuromusculares. Enquanto, 9,0%, tiveram como adversidade a recurarização e 15,0% já tiveram episódios de broncoespasmo grave. Além disso, 2,0% dos entrevistados responderam que já teve casos de apnéia prolongada pós-succinilcolina, 26,0% tiveram casos de curarização residual, 17,0% responderam que pacientes já apresentaram reações alérgicas e 24,0% afirmaram que tiveram eventos de bloqueio prolongado decorrente do uso de bloqueadores neuromusculares.
CONCLUSÃO: Um fator importante que foi observado é acerca da curarização residual, no qual é o efeito adverso mais encontrado em procedimentos com utilização dos bloqueadores neuromusculares. Ademais, é de suma importância o diagnóstico de complicações com o uso dos BNM para realizar uma intervenção imediata, evitando complicações mais graves aos pacientes.

Palavras-chave Anestesiologia. Bloqueadores Neuromusculares. Prevalência.

INTRODUCTION: The introduction of neuromuscular blockers in clinical practice led to the technical advancement of surgeries and the care of patients in intensive care. However, these agents are not devoid of effects, and an increase in morbidity and mortality in patients receiving such drugs has already been recognized.
METHODS: This is an observational, descriptive / quantitative and cross - sectional study in which the use of neuromuscular blockers was evaluated through questionnaires that were answered by anesthesiologists and residents of anesthesiology in hospitals in the south of Minas Gerais.
RESULTS: It was observed that 7.0% of the participants did not present any complication attributed to the use of neuromuscular blockers. Meanwhile, 9.0% had recurrent episodes and 15.0% had episodes of severe bronchospasm. In addition, 2.0% of the respondents answered that they had had post-succinylcholine prolonged apnea cases, 26.0% had cases of residual curarization, 17.0% answered that patients already had allergic reactions and 24.0% said they had prolonged blockade due to the use of neuromuscular blockers. Conclusion: An important factor that has been observed is the residual curarization, in which it is the most frequent adverse effect found in procedures with the use of neuromuscular blockers. In addition, it is of paramount importance the diagnosis of complications with the use of NMB to perform an immediate intervention, avoiding more serious complications to the patients.

Keywords Anesthesiology. Neuromuscular Blockers. Knowledge.

Relato de Caso

6 - Manejo de via aérea em paciente com mucopolissacaridose tipo vi (Síndrome De Maroteaux-Lamy)

Airway management of patients with mucopolysaccharidosis type vi (Maroteaux-Lamy syndrome)

Washington Luiz de Mendonça; Daniel Gontijo Lacerda; Luisa Normandia Baeta Melo; Bárbara Caroline Santos Gontijo; Luiz Flávio Pimenta De Gracia

Rev Med Minas Gerais; 29.(Suppl.11):S26-S29, Nov, 2019

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As mucopolissacaridoses (MPS) representam um grupo de doenças hereditárias raras, caracterizadas por deficiências enzimáticas, que levam ao acúmulo de glicosaminoglicanos (GAGs) em órgãos e tecidos.1,3 O caráter crônico-progressivo,2 associado ao aumento da expectativa de vida devido às terapias atuais, traz o desafio de repetidos procedimentos cirúrgico-anestésicos nos respectivos portadores.
RELATO DE CASO: Nosso objetivo é relatar o manejo da via aérea em uma paciente de 22 anos com MPS e relembrar suas particularidades, dado que os portadores possuem, ainda, elevada mortalidade perioperatória (20%).1,3,7
CONCLUSÃO: Uma boa avaliação pré-operatória e conhecimento da fisiopatologia subjacente, bem como anatomia desses pacientes é essencial para bom manejo anestésico.1,2 Realizar abordagens cirúrgicas simultâneas, evitando-se repetidas manipulações, pode reduzir sua morbimortalidade perioperatória.

Palavras-chave Mucopolissacaridose. Via aérea difícil. Anestesiologia. Mucopolissacaridose VI.

JUSTIFICATIONS AND OBJECTIVES: Mucopolysaccharidoses (MPS) represent a group of rare hereditary diseases characterized by enzymatic deficiencies that lead to the accumulation of glycosaminoglycans (GAGs) in organs and tissues. The chronic-progressive character, associated to the increase in life expectancy due to current therapies, poses the challenge of repeated anesthetic-surgical procedures in the respective patients.
CASE REPORT: Our objective is to report the management of the airway in a 22-year-old patient with MPS and to recall their particularities, since the carriers also have high perioperative mortality (20%).
CONCLUSION: A good preoperative evaluation and knowledge of the underlying pathophysiology, as well as the anatomy of these patients, is essential for good anesthetic management. Performing simultaneous surgical approaches, avoiding repeated manipulations, may reduce their perioperative morbidity and mortality.

Keywords Mucopolysaccharidoses. Difficult airway. Anesthesiology. Mucopolysaccharidosis VI.

Highlights JASB 2019

7 - Highlights JASB 2019

Rev Med Minas Gerais; 29.(Suppl.11):S01-S32, Nov, 2019