RMMG - Revista Médica de Minas Gerais

Volume: 20. (2 Suppl.3)

 

Editorial

1 - Editorial

Rev Med Minas Gerais; 20.(2 Suppl.3):1, Abr/Jun, 2010

Artigos de Revisao

2 - Avaliaçao da acidose metabólica em cirurgia de grande porte

Metabolic acidosis in major surgery

Jayme Bueno Castilho; Giuliano Parreira de Oliveira

Rev Med Minas Gerais; 20.(2 Suppl.3):3-11, Abr/Jun, 2010

Distúrbios do equilíbrio ácido-básico são alterações comuns em pacientes graves, geralmente associadas à morbimortalidade elevada. A acidose metabólica é importante causa de disfunção miocárdica e, talvez, indicador de má perfusão periférica. A correta identificação desses desequilíbrios é fundamental para a escolha das intervenções mais adequadas

Palavras-chave Desquilíbrio Ácido-Base; Acidose Lática; Acidose; Cuidados Críticos; Procedimentos Cirúrgicos Operatório; Anestesiologia

Disorders of acid-base changes are common in critically ill patients and are usually associated with high morbidity and mortality. Metabolic acidosis is an important cause of myocardial dysfunction and perhaps an indicator of peripheral perfusion. Correct identification of these imbalances is crucial for choosing the most appropriate interventions

Keywords Acid-Base Imbalance; Acidosis, Lactic; Acidosis; Critical Care; Surgical Procedures, Operative; Anestesiology.

3 - Anestesia para procedimentos fora do bloco cirúrgico - protocolo de cuidados

Anesthesia outside the operating room - standard of care

Bráulio Antônio Maciel de Faria Mota Oliveira; Fábio Maciel Rosa Pereira; Juarez Mundim Ribeiro; Telmo Heleno Gomes

Rev Med Minas Gerais; 20.(2 Suppl.3):12-18, Abr/Jun, 2010

O desenvolvimento de procedimentos diagnósticos e terapêuticos, progressivamente mais complexos, nas últimas duas décadas têm aumentado a demanda pelo atendimento anestesiológico em locais que não o centro cirúrgico. O objetivo desta revisão é abordar a anestesia para procedimentos fora do centro cirúrgico considerando os aspectos anestésicos e riscos durante a realização de tais procedimentos.

Palavras-chave Anestesiologia/normas; Anestesiologia/métodos; Procedimentos Cirúrgicos Ambulatórios; Anestesia/normas.

The development of therapeutic and diagnosis procedures, progressively more complex in the last two decades, raised the demand of anesthesiologist care in places out of the operating room. The goal of this review is to approach anesthetic procedures in nonoperating room, considering anesthetic aspects and the risk of these procedures.

Keywords Anesthesiology/standart; Anesthesiology/methods; Ambulatory Surgical Procedures; Anesthesia/standart.

4 - Bloqueios de nervos periféricos e punçao venosa central guiados por ultrassom

Ultrasound-guided peripheral nerve blocks and central venous puncture

Vivien Borges Van Engelshoven; Roberto Araújo Ruzi; Neuber Martins Fonseca; Beatriz Lemos Mandim; José Samuel de Paula

Rev Med Minas Gerais; 20.(2 Suppl.3):19-28, Abr/Jun, 2010

A anestesia regional sempre exigiu profundo conhecimento anatômico. A utilização da ultrassonografia para a realização de bloqueios regionais tornou possível a visualização de nervos, estruturas adjacentes e, principalmente, da exata localização da agulha e da deposição do anestésico local em tempo real. A manutenção de uma distância em que apenas o anestésico local entrará em contato direto com o nervo transforma o trauma pela agulha e a injeção intraneural em lesões evitáveis, revela uma conduta menos agressiva, previne sensações desconfortáveis ao paciente e agrega mais segurança ao procedimento anestésico. A ultrassonografia é aplicável também na inserção de cateter venoso central, pois auxilia na localização e na escolha do sítio de punção. A punção venosa central guiada por ultrassom reduz as taxas de insucesso na cateterização venosa, o número de tentativas e as complicações inerentes ao procedimento, pois garante a visualização precisa da veia e a progressão da agulha e do fio-guia. Por minimizar o risco de trauma, torna o procedimento factível mesmo nos pacientes com coagulopatias.

Palavras-chave Anestesia Regional; Ultrassonografia/utilização; Bloqueio Nervoso

Regional anesthesia always demanded a deep anatomical knowledge. The use of ultrasonography for the accomplishment of regional blockades became the visualization of the nerves and adjacent structures possible and, mainly, shows the exact localization of the needle and the deposition of the local anesthetic in real time. The maintenance of a distance which only the local anesthetic will enter in direct contact with the nerve transforms the trauma for the needle and the intraneural injection in preventable injuries, reveals a less aggressive conduct, prevents discomfortable sensations to the patient and adds more security to the anesthetic procedure. Ultrasonography is also applicable in the insertion of central venous catheter, as it assists in the localization and choice of the puncture's site. Ultrasound-guided central venous puncture reduces the failure taxes in venous catheterization, the number of attempts and the procedure inherent complications, therefore it guarantees the accurate visualization of the vein and the progression of the needle and the wire-guide. For minimizing the trauma risk, it becomes the procedure feasible even in patients with coagulopathies.

Keywords Anesthesia, Conduction; Ultrasonography/utilização; Nerve Block

5 - Monitorizaçao do débito cardíaco: vantagens e desvantagens dos métodos disponíveis

Monitoring of cardiac output: advantages and disadvantages of the available methods

Roberto Cardoso Bessa Junior; Bruno Carvalho Cunha de Leão

Rev Med Minas Gerais; 20.(2 Suppl.3):29-45, Abr/Jun, 2010

A monitorização do débito cardíaco visa manter adequada perfusão tecidual. O objetivo do presente artigo é discutir os novos monitores disponíveis, seus princípios técnicos, acurácia, limitações e as novas abordagens de reposição volêmica, bem como oferecer ao anestesiologista embasamento teórico sobre o tema. A evolução dos protocolos de suporte hemodinâmico para garantir boa oxigenação inspirou-se, inicialmente, em bases fisiopatológicas, que se desenvolveram a partir de um estirão tecnológico. Assim, surgiram inúmeros monitores para estimação do débito cardíaco: cateter de artéria pulmonar, métodos de análise da onda de pulso, ultrassonografia com doppler, mudanças na concentração do dióxido de carbono exalado e outros mais. Nas condições clínicas em que existe hipoperfusão tecidual, a prioridade no tratamento deve visar o incremento no transporte de oxigênio, o que pode ser alcançado com o aumento de qualquer um de seus três componentes da oferta de oxigênio (concentração de oxigênio, concentração de hemoglobina e fluxo sanguíneo) ou com qualquer combinação dos três. O aumento do débito cardíaco é considerado o mais crítico dos componentes. Sua otimização é obtida, via de regra, ajustando-se os volumes intravasculares de forma a obter-se pré-carga ideal. A introdução de novas tecnologias na medida do débito cardíaco, bem como novas abordagens no manuseio da reposição volêmica, torna desafiador o conhecimento dos novos métodos de monitorização. Por ser controversa a acurácia de cada método de monitorização, concluiu-se que a escolha de qual tecnologia para qual paciente é resultado da avaliação de seu custobenefício, segurança, acurácia e do conhecimento de suas indicações e limitações.

Palavras-chave Débito Cardíaco; Monitorização Fisiológica; Hipovolemia/terapia. Anestesia; Hemodinâmica.

Monitoring of cardiac output aims to maintain adequate tissue perfusion. The aim of this paper is to discuss the new monitors available, their technical principles, accuracy, limitations and new approaches to volume replacement, as well as to provide anesthesiologists with theoretical background on the topic. The development of protocols for hemodynamic support to ensure good oxygenation was initially inspired in pathophysiology, which developed from a technological spurt. Thus, there were several monitors for cardiac output estimation: the pulmonary artery catheter, methods of analysis of the pulse wave, Doppler ultrasonography, changes in the concentration of exhaled carbon dioxide and more. In clinical conditions where there is tissue hypoperfusion, the priority for treatment should aim to increase the transport of oxygen, which can be achieved with increase of any of its three components of oxygen delivery (oxygen concentration, hemoglobin concentration and blood flow) or any combination of the three. The increase in cardiac output is considered the most critical of the components. Its optimization is obtained, as a rule, adjusting the intravascular volume so as to obtain optimal preload. The introduction of new technologies to measure cardiac output and new approaches in the management of volume replacement makes the knowledge of new methods of monitoring more challenging. As the accuracy of each method of monitoring is controversial, it was concluded that the choice of which technology to use and in which patient is the result of cost-effectiveness, safety, accuracy and knowledge of its indications and limitations.

Keywords Cardiac Output; Monitoring, Physiologic; Hypovolemia/therapy; Anesthesia; Hemodynamics.

6 - Fast-tracking em anestesia ambulatorial

Fast-tracking in ambulatory anesthesia

Klaus Morales dos Santos; Aline Viana Carvalho Amorim; Sérgio Ricardo Botrel e Silva

Rev Med Minas Gerais; 20.(2 Suppl.3):46-54, Abr/Jun, 2010

Avanços nas técnicas cirúrgicas e anestésicas tornaram possível a realização de procedimentos com diversos portes anestésicos em caráter ambulatorial. Cirurgia ambulatorial, por definição, refere-se à realização de procedimentos cirúrgicos não-emergenciais em que o paciente é admitido e recebe alta hospitalar no mesmo dia. Nesse contexto, a prática do "fast-tracking" em anestesia ambulatorial torna-se um paradigma na busca pela rápida recuperação e alta hospitalar precoce associada ao cuidado per-operatório eficaz e de qualidade. Trata-se da transferência dos pacientes da sala de cirurgia diretamente a uma área de recuperação denominada fase II, dispensando os cuidados da sala de recuperação pós-anestésica (fase I). O "fast-tracking" é prática factível, segura e benéfica quando critérios de seleção específicos são utilizados. A técnica anestésica deve proporcionar indução rápida e suave, condições intraoperatórias estáveis e rápida recuperação com a mínima ocorrência de efeitos colaterais. Este artigo de revisão aborda o conhecimento atualmente disponível sobre essa prática anestésica incluindo critérios de elegibilidade dos pacientes e considerações pré, per e pós-operatórias a serem observadas para sua aplicabilidade com segurança.

Palavras-chave Anestesia; Analgesia; Procedimentos Cirúrgicos Ambulatórios; Período de Recuperação da Anestesia.

Advances in surgical and anesthetic techniques made possible for cases from different complexities to be performed in an ambulatory setting. Outpatient surgery, by definition, refers to non-emergency surgical procedures in where the patient is admitted and discharged from hospital in the same day. In this context, the practice of "fast-tracking" anesthesia in ambulatory anesthesia becomes a paradigm searching for rapid recovery and early hospital discharge associated with efficacious and high quality perioperative care. "Fast tracking" means patient transference from the operating room directly to a recovery area known as phase II, dispensing the post anesthesia care unit (phase I). "Fast-tracking" is a feasible, safe and a beneficial practice when specific selection criteria are used. The anesthetic technique should provide fast and smooth induction, stable intraoperative conditions and rapid recovery with minimal side effects. This article discusses the currently available knowledge about "fast-tracking" in the ambulatory setting including patients eligibility criteria and pre, per and post operative considerations to be observed for safety applicability.

Keywords Anesthesia; Analgesia; Ambulatory Surgical Procedures; Anesthesia Recovery Period.

7 - Stent coronariano, cirurgia eletiva e cirurgia de urgência: como proceder

Coronary stents, elective and urgent surgery: how to proceed

Jaci Custódio Jorge; Bruno Lucena Pires; Gisela Magalhães Braga; Jonas Alves Santana

Rev Med Minas Gerais; 20.(2 Suppl.3):55-62, Abr/Jun, 2010

A população de pacientes submetidos a angioplastia com stent que se apresentam para cirurgia em uso de antiplaquetários aumentou significativamente nos últimos anos. Esses pacientes representam um grande desafio a anestesiologistas e cirurgiões. O manejo adequado das drogas antiplaquetárias é o fator mais importante que pode alterar os resultados per e pós-operatórios. Este artigo discute o uso das três principais classes de drogas antiplaquetárias (ácido acetil-salicílico, tienopiridinas e inibidores da glicoproteína IIb/IIIa), seu manejo no período per -operatório e os riscos associados a sua interrupção abrupta.

Palavras-chave Revascularização Miocárdica; Doenças das Coronárias/terapia; Antígenos de Plaquetas Humanas; Assistência Perioperatória.

The number of patients undergoing percutaneous coronary interventions with stent placement who present for surgery under antiplatelet therapy increased significantly in recent years. These patients represent a major challenge to anesthesiologists and surgeons. Proper management of antiplatelet drugs is the most important factor that can alter the results per and postoperatively. This article discusses the use of 3 major classes of antiplatelet drugs (aspirin, thienopyridines and glycoprotein IIb /IIIa inhibitors), its management in the perioperative period and the risks associated with premature withdrawal.

Keywords Myocardial Revascularization; Coronary Diseases/therapy; Antigens, Human Platelet; Perioperative Care.